Postagem em destaque

Os Chamados, os Escolhidos e os oferecidos

quarta-feira, 9 de maio de 2018

O estilo de vida de um Discípulo

O estilo de vida de um Discípulo

                          João 20.1-10
-IntroduçãoCada pessoa tem seu estilo de vida e muitos seguem a moda de pessoas famosas ou tendências do momento. Mas tudo isso passa. Jesus veio ao mundo e deixou sua marca na vida das pessoas que mudaram completamente seu jeito de viver. Até hoje milhares de vidas são transformadas pelo poder do evangelho de Cristo (Romanos 1.16,17).
No trecho de João 20.1-10 encontramos algumas informações importantes:
Palavra-chave: outro discípulo (v.2, 3 4 e 8).
Verbo principal: ver (v.1, 5, 6 e 8).
Personagens: Maria Madalena, Pedro, João (outro discípulo) e Jesus.
Sem dúvida alguma os discípulos eram pessoas comuns, mas com a diferença de ter conhecido a Jesus. O texto bíblico de João 20 e 21 nos traz várias lições sobre o estilo de vida de um discípulo, mostrando o que os marcou após a ressurreição de Jesus mudando suas vidas definitivamente.
Num tempo em que as redes sociais buscam seguidores que são influenciados o tempo todo, precisamos aprender a viver um estilo de vida diferenciado seguindo o exemplo de Jesus.

Qual é o seu estilo de vida?

Vamos refletir sobre algumas características de um verdadeiro discípulo de Jesus:
1- Seguir Jesusv.1-3
Neste texto apresenta-se uma corrida dos discípulos em busca de Jesus, que havia morrido. Eles foram ao sepulcro. Primeiro chegou Maria Madalena, que logo voltou para contar aos demais discípulos. No mesmo instante Pedro e João correram para lá. João chegou primeiro e parou na porta do sepulcro. Pedro passou na frente e entrou para ver o túmulo vazio.
Este texto nos revela três tipos de discípulos:
Maria Madalena: aqueles que vêm Deus agir, mas não entendem (v.1);
Pedro: aqueles que correm demais e não conseguem perceber (v.3 e 6);
João: aqueles que buscam entendimento e creem no poder de Deus (v.8).
Quem você tem seguido?
Discípulo significa seguidor. Jesus está à sua frente? Ou você está tentando tomar a frente de Jesus (v.4). Muitas vezes perdemos o rumo e precisamos retornar seguindo os passos do mestre (I João 2.6). Deixe o Mestre marcar sua vida e transformar seu estilo de viver completamente para ser um verdadeiro discípulo de Jesus.
Seja um Discípulo: seguidor de Jesus!

domingo, 6 de maio de 2018

Trump é criticado por dizer que “a fé é mais poderosa que o governo”

Donald Trump

Vice-presidente afirma que oração é um hábito na Casa Branca


Depois que o presidente Donald Trump comemorou o Dia Nacional de Oração na Casa Branca nesta quinta-feira (3), ele assinou uma ordem executiva, criando uma “inciativa de fé”, que seria um programa federal visando estimular as atividades de grupos religiosos.
Em seu discurso no evento, Trump fez várias declarações, mas a frase “A fé é mais poderosa que o governo e nada é mais poderoso que Deus” não caiu bem para seus opositores. Para alguns políticos, a frase seria uma admissão de que o governo do republicano é “fraco”.
Ao mesmo tempo, parte da mídia americana alega que o presidente está violando a separação entre Igreja e Estado. Curiosamente, os mesmos meios de comunicação no passado elogiavam Barack Obama toda fez que ele pedia mais “tolerância” para com os muçulmanos e destinou milhões de dólares para programas “humanitários” em países do Oriente Médio, sem que houvesse qualquer fiscalização de como esses fundos eram utilizados.
A ordem executiva de Trump dá força para “aqueles que trabalham na promoção de programas comunitários, oferecendo soluções mais efetivas para a pobreza e cobrindo quaisquer falhas do poder executivo em garantir a proteção à liberdade religiosa”.

Oração é comum na Casa Branca,  Em entrevista à rede CBN, o vice-presidente Mike Pence explicou que a ideia é garantir que o governo federal seja “parceiro” de grupos religiosos em vários programas.

Ao ser criticado por estar beneficiando apenas cristãos, Pence disse que a iniciativa não é restrita a uma única confissão, mas que é natural que beneficie a religião majoritária dos americanos.
Ao falar sobre as acusações de hipocrisia, por Trump celebrar o Dia Nacional de Oração enquanto é acusado de comportamento sexual indevido, em relacionamentos com atrizes pornô, Pence diz que as pessoas não conhecem todos os fatos.
“As orações ocorrem regularmente na Casa Branca. Essa é uma das coisas mais significativas para mim, sejam reuniões públicas ou não, já perdi a conta do número de vezes que o presidente me cutucou, ou cutucou outro membro do gabinete e disse: ‘Vamos começar este encontro com oração’”, revela.
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/trump-a-fe-e-mais-poderosa-que-o-governo/

quarta-feira, 25 de abril de 2018

Interpretação de Sonhos


Interpretação de Sonhos

Tema: SONHO
“Porventura, não pertencem a Deus as interpretações? Contai-me o sonho"
Gênesis 40.8
-Introdução: O que é um sonho? A palavra sonho tem dois significados: o sonho que é uma visão noturna e o sonho que a pessoa imagina mesmo acordado. Um tipo de sonho é de olhos fechados e outro de olhos abertos. Todos os dois tipos de sonhos são importantes para a vida de qualquer pessoa, desde que sejam compreendidos corretamente.
Homens de Deus como José e Daniel tiveram o dom de interpretar sonhos e de administrar grandes projetos como um sonho de Deus. De nada adiantaria ficarem somente sonhando se não lutassem por seus ideais. Por isso precisamos aprender tanto a entender os sonhos que recebemos como gerenciar nossa própria vida em busca de nossos sonhos e objetivos.
Você sonha?
Vamos aprender um pouco mais sobre sonhos:


1- SONHAR DORMINDOJeremias 23.28 “O profeta que tem sonho conte-o como apenas sonho; mas aquele em quem está a minha palavra fale a minha palavra com verdade. Que tem a palha com o trigo? — diz o SENHOR”
O primeiro tipo de sonho é com olhos fechados. Um sonho é uma série de pensamentos, imagens ou emoções que ocorrem durante o sono. Durante o sonho parece que estamos vivendo uma realidade.
Os sonhos podem ser de origem:
-Natural ou humana (Eclesiastes 5.3), Pode ser fruto da imaginação ou até mesmo lembranças do passado que veem à tona do subconsciente para a mente.
-Divinos (Gênesis 28.12), Deus usa sonhos para se comunicar com o homem (Números 12.6), como fez com Faraó (Gênesis 41.1-10), Jacó (Gênesis 31.10-11), Salomão (1Rs 3.5) e tantos homens de Deus.
-Maligna (Deuteronômio 13.1-2; Jr 23.32), o inimigo tenta perturbar as pessoas com visões más. Contudo o diabo não pode fazer nada sem a permissão de Deus (Jó 1.6-12). Então se você vir algo maligno é para desmentir Satanás e destruir suas obras (I João 3.8).
Sonhos naturais são como a palha que logo o vento leva e perece. Mas sonhos espirituais são revelações de Deus que devem ser levadas a sério, tanto para ser repreendido se for algo maligno (Tiago 4.7), como confirmar um aviso de Deus (Mateus 2.12,22).
Como saber se um sonho é de Deus?

terça-feira, 17 de abril de 2018

Nossas emoções – Um jardim regado

Referencia:
(Isaías 58:11 – Marcos 4:30-32)
“Com que podemos comparar o reino de Deus? Que parábola podemos usar para isso? Ele é como uma semente de mostarda, que é a menor de todas as sementes, mas depois de semeada, cresce muito até ficar a maior de todas as plantas do jardim, com ramos tão grandes que os pássaros podem se abrigar á sua sombra.”
Emoções, lembranças registradas, fraquezas, qualidades, potenciais, debilidades, ações, reações, reservas, resistências, medos, ansiedade, valores, comportamentos etc…Esses são alguns tipos de sentimentos que fazem parte de nosso jardim. Para um jardim ter belas plantas com lindas flores, ele necessita ser bem cuidado, regado, acompanhado diariamente e os nutrientes necessários para o solo precisa ser posto na dosagem certa.

Assim também acontece conosco. Se não tivermos nosso coração (jardim) bem regado e cuidado, não cresceremos saudáveis e não produziremos belas flores. Mas se nosso jardim for cuidadosamente nutrido, cresceremos fortes, com flores belíssimas de admirar. Muitas de nossas decisões são tomadas inicialmente em razão do que sentimos ou acreditamos. Só depois paramos para pensar e justificar nossas escolhas. Na maioria das vezes o que sentimos no coração determinará nossas atitudes e ações. Jesus nos falou sobre ter um coração de criança, pois crianças são inocentes, crédulas e abertas às emoções. Pessoas que têm um relacionamento íntimo com Deus têm consciência de suas emoções. Ter coração de criança não é ser infantil, imaturo e recusar-se assumir responsabilidade pelas próprias ações.
Ter um coração de criança é assumir responsabilidade e ao mesmo tempo estar aberto e ser capaz de entregar-se as emoções.
Jesus usou muitas parábolas para desafiar a mente das pessoas. E através delas nos ensinou que para sermos grandes, precisamos ser pequenos. Para sermos líderes, precisamos servir.
Jesus amou, se irou, experimentou o medo, chorou de tristeza e viveu com coragem. Ele sabia quem era, e muitas vezes agiu motivado pelo que sentia (Mt 21:12-17) (Jo 11:28-42).
Nossas emoções nos levam a fazer as coisas que fazemos, por isso precisamos assim como Jesus saber quem somos, precisamos regar e cuidar bem de nosso jardim (coração) para que nossas plantas (emoções) sejam belas, saudáveis, com ramos grandes e viçosos (nossa presença) e produzam sombras onde os pássaros (pessoas) queiram estar.

HARPA CRISTÃ - 1 - CHUVAS DE GRAÇA.wmv

quarta-feira, 11 de abril de 2018

Ser cheio do Espírito


Ser cheio do Espírito

-Tema: ESPÍRITO SANTO
Marcos 1.8-13
-Introdução: Alguns irmãos dizem que foram ‘visitados’ pelo Espírito Santo em momentos especiais. Entendo esta expressão como algo maravilhoso que sentimos quando a presença de é muito forte sobre nós. Contudo o Espírito Santo não quer apenas nos visitar e sim habitar em nossas vidas, nos enchendo e transbordando com seu poder e virtude.
O maior exemplo de vida cheia do Espírito é o próprio Senhor Jesus. Como Deus encarnado, sua vida era a plenitude do Espírito Santo. Algumas coisas que Jesus passou servem de exemplo para nós de como ser cheio do Espírito. Cristo não precisava ser batizado, nem orar, ler as Escrituras ou jejuar, mas fez tudo isso para nos mostrar como fazer. O Mestre não iniciou seu ministério oficialmente enquanto não recebeu o Espírito Santo em forma de pomba sobre Ele, para nos ensinar que primeiro precisamos do poder de Deus.
Como ser cheio do Espírito?
Vamos aprender como ser cheio do Espírito a partir do momento do Batismo de Jesus:


1- Ouvir a voz de Deus v.11ª “foi ouvida uma voz dos céus
A primeira característica de uma vida cheia do Espírito é ouvir a voz de Deus.
Jesus sempre ouviu a voz de Deus, mas naquele momento precisava de uma confirmação pública para seu ministério. Todos ouviram a voz que veio do céu falando com Jesus.
Na vida do cristão cheio do Espírito, tudo o que faz é direcionado por Deus. O Senhor passa a orientar sua vida “quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele (Isaías 30.21). Ouvir a voz de Deus passa a ser algo natural para quem foi cheio do Espírito.
Você já ouviu a voz de Deus?
Fique atento ao que Ele falar com você!
                              

ASSISTA:
2- Nova identidade de Filho de Deus:v.11b “Tu és o meu Filho amado
A segunda característica de uma vida cheia do Espírito é assumir uma nova identidade de Filho de Deus.
Jesus era conhecido como um bom rapaz, trabalhador, filho de Maria, filho do carpinteiro José. Além de tudo isso ainda era respeitado por ser da descendência de Davi. Mas a partir daquele dia Jesus passou a ser notado como Filho de Deus. Ao sair daquela água, Jesus assumiu sua nova identidade e começou seu ministério.
João Batista ficava no rio Jordão estrategicamente esperando as pessoas virem buscar água, lavar roupas e panelas ou tomar banho todos os dias. Sempre que iam ao rio, lá estava o João pregando e batizando. Quando a pessoa saía pela rua toda molhada, as pessoa comentavam o que tinha acontecido e ficavam sabendo que passou pelo batismo e estava arrependida de seus pecados. Isso marcava a vida da pessoa, que mudava a partir daquele ato e tinha uma nova identidade de servo de Deus.
A vida de quem é cheio do Espírito Santo passa “receber poder de ser chamados filhos de Deus”(João 1.12).
Você sabe qual é a sua identidade espiritual?
Você é um Filho de Deus!

quinta-feira, 29 de março de 2018

O verdadeiro significado da Páscoa

O verdadeiro significado da Páscoa

Ovos, chocolate, família... Todas essas coisas se tornaram parte da celebração da Páscoa mas não explicam seu significado. Como surgiu a festa da Páscoa? E por que celebramos? A Bíblia dá a resposta...

A origem da Páscoa

Tudo começou há muito tempo atrás, no Egito. Nessa noite, a tensão era alta. Os israelitas esperavam ansiosamente em casa pelo grande momento. Então, a meio da noite, o silêncio foi quebrado por gritos de desespero. E a ordem chegou. Estava na hora de partir.
Os israelitas tinham sido escravizados pelos egípcios mas Deus tinha prometido os libertar. Ele enviou pragas devastadoras sobre o Egito e fez grande milagres mas o faraó não libertou o povo. Por isso, Deus decidiu enviar uma última praga, mais terrível que todas as outras. Em uma só noite, o filho mais velho de cada casa no Egito seria morto.
Mas para os israelitas, seria uma noite de livramento.

quarta-feira, 28 de março de 2018

Símbolos da Páscoa


Símbolos da Páscoa

-Tema: PÁSCOA
“Celebrai a páscoa ao Senhor vosso Deus, como está escrito neste livro do pacto”. II Reis 23.21
   Para os cristãos, a Páscoa é a passagem de Jesus Cristo da morte para a vida: a Ressurreição. A passagem de Deus entre nós e a nossa passagem para Deus. Por isso, a Páscoa deve ser considerada a festa das festas, a solenidade das solenidades, celebrada dignamente com alegria. 
   Uma forma de celebrar, no sentido de 'se lembrar' é através dos símbolos que tê uma função didática de ensinar e recordar fatos impostantes. Contudo precisamos tomar cuidado para não usar símbolos errados ou de forma incorreta.

Infelizmente, esta data na maioria das vezes, é lembrada pelas famílias, inclusive cristãs, apenas pela distribuição de coelhos e ovos de chocolate, ou porque desconhecem o seu verdadeiro significado bíblico, ou porque preferem fazer-se de “inocentes”, a fim de evitarem maiores conflitos com os filhos, amigos ou familiares, que sempre insistem em dizer: “não há nenhum problema...”; “são apenas símbolos inocentes...”; “afinal de contas, todos praticam desta forma...”.

 Você conhece os símbolos da páscoa?

Vejamos os símbolos falsos, os adaptados e os verdadeiros símbolos da páscoa:

sexta-feira, 23 de março de 2018

4 coisas que não agradam a Deus

4 coisas que não agradam a Deus

Quando pensamos em pecado, muitas vezes associamos a coisas terríveis, como assassinato ou adultério. Mas também há várias coisas mais comuns que são pecado e não agradam a Deus. Só porque acontecem muito não significa que não tem problema. Todo pecado é ruim e devemos nos arrepender e pedir perdão a Deus quando reconhecemos esses erros em nossa vida.

1. Mentira

O Senhor odeia os lábios mentirosos, mas se deleita com os que falam a verdade. Provérbios 12:22
Uma mentira parece uma coisa tão pequena mas é Muito destrutiva! A mentira destrói a confiança e promove a injustiça. A Bíblia diz que o diabo é o pai da mentira, mas Jesus é a verdade. Mentir vem muito naturalmente mas não agrada a Deus e devemos tentar sempre falar a verdade com amor.

2. Indiferença

Se alguém tiver recursos materiais e, vendo seu irmão em necessidade, não se compadecer dele, como pode permanecer nele o amor de Deus? 1 João 3:17
Em meio à correria da vida, é muito fácil cair na indiferença. Aquela pessoa que está sofrendo do outro lado da rua ou do outro lado do mundo? Não é problema meu. Mas essa atitude é terrível! Não podemos resolver os problemas de todo o mundo mas o mínimo que podemos fazer, enquanto cristãos, é ter compaixão da dor dos outros. A indiferença é sinal de falta do amor de Deus no coração.

segunda-feira, 19 de março de 2018

7 sextas feiras da Justiça de Deus " Deus Julga Minha Causa"


7 sextas feiras da Justiça de Deus " Deus Julga Minha Causa" 

3 atitudes que impedem de viver uma vida feliz

3 atitudes que impedem de viver uma vida feliz

Todos querem ter uma vida feliz mas nem todos são felizes. Porquê? Se você ama Jesus e crê que ele é seu salvador, você tem todo motivo para viver feliz. Mas existem algumas coisas que roubam a felicidade...

1. Ingratidão

Bendiga o Senhor a minha alma! Não esqueça nenhuma de suas bênçãos! Salmos 103:2
Sua vida pode ser cheia de bênçãos, mas se você não tem gratidão no coração, nada lhe fará feliz. A ingratidão impede de desfrutar das coisas boas da vida. Quem é ingrato só consegue ver as coisas ruins e não valoriza as bênçãos que recebe.
Solução: agradecer a Deus, até pelas coisas pequenas.

2. Inveja

Pois onde há inveja e ambição egoísta, aí há confusão e toda espécie de males. Tiago 3:16
Inveja só traz confusão para sua vida! É muito fácil cair no erro de achar que a vida dos outros é sempre melhor. Em vez de ficar feliz, a pessoa com inveja fica irritada com o bem dos outros. Aí começam lutas para destruir a vida dos outros e competição exagerada pra ser melhor que os outros.
Solução: lembrar das coisas boas que você tem (veja o ponto 1) e amar os outros.

3. Desespero

Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou. Romanos 8:37
Nas dificuldades, o desespero diz não tem solução. O desespero diz que seus piores medos vão definitivamente acontecer. O medo do futuro toma conta da vida e tira toda a felicidade. Deus tem a solução, mas o desespero impede de ver nem confiar nele.
Solução: lembrar de todas as promessas de esperança de Jesus.
Mude essas 3 atitudes e viva mais feliz!